quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Ciclos


E esse Sol
forjando o imponderável
na bigorna do horizonte

E essa Lua
intangível
com suas promessas de sonho

E esse momento
em que nos aproximamos das brumas ...


(O Estalo da palavra)

9 comentários:

Dauri Batisti disse...

Essas suas formas breves de dizer são sempre muito bonitas. Na verdde não há economia de palavras, há abundância de poesia.

Oliver Pickwick disse...

Ei, velho Jorge! O poeta que contesta até a própria sombra, e escreve os seus versos com rajadas de balas.
Continuo fã da sua poesia engajada, quase que exclusivamente com os seus princípios. Ser verdadeiro é preciso.
A ilustração está de lascar. Mais apropriada, impossível!
Um abraço!

Mi disse...

Olá!

Já visitei o link sim! A Jô me mandou. Obrigada.

BOm que te leio também.

Um abraço.
Apareça.

Mésmero disse...

E essa foto cronológica
mais verdadeira do que muitos provérbios.

livia soares disse...

Olá, Jorge.
Bela postagem. Para deixar a gente refletindo... mas não muito, porque a vida urge! Parabéns pela publicação na Cronópios.
Um abraço.

Jo Bittencourt disse...

Ah se aproximamos... e pela ordem da foto, de brahma em bruma, só falta mais uma.

e por falar nisso:

♪ Passa o tempo e eu fico mudo, ontem ainda a ciranda
Vida à toa, a trova branda agora envolvendo tudo... ♪ (Ciclo, Caetano Veloso)

Um abraço, Jorge.

Jacinta Dantas disse...

De sonhos, gosto, inclusive o de ser enxergada pela lua e continuar acreditando que ela me ilumina, mesmo nos dias de temporal aqui dentro do peito.
E, por falar em enxergar, o olhar é meu mesmo. A foto e os sonhos são meus. A foto, é a mulher de hoje, os sonhos são da menina-criança e adolescente que fui.
Beijo

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Linda a sua maneira de dizer muito com tão poucas palavras... quisera ter esse dom (mas cada um do seu jeito, já aprendi! - rs)
Amei a ilustração... acho que estou entre a garrafa de bebida e o soro... embora não beba, e tb acredite que não vá partir assim tão rápido, não é?
beijo carinhoso

Gustavo Felicíssimo disse...

bicho, estive dando uma olhada no cronópios e vi que um dos meus trabalhos lá publicados e o texto sobre autores capixabas estão entre os mais lidos dos últimos 30 dias. bacana.