segunda-feira, 18 de maio de 2009

Poema à morte da ingazeira


Morre de pé o verde,
até que a inexorável gravidade
trace seu rumo definitivo:
partir para o esquecimento.


(Verdes versos - 2007)

Um comentário:

Vieira Calado disse...

A inexorável força da gravidade!

Um abraço.