sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Claro enígma


Cada manhã traz consigo uma nova geografia.
Deve-se, então, ver as nuvens
para entender os dias.




(O estalo da palavra)

3 comentários:

Jo Bittencourt disse...

Bela grafia do dia, Jorge.

um abraço

Dauri Batisti disse...

Ver as nuvens para entender os dias, ver o leve para entender o pesado, ver o suave para entender o denso, ver o alto para entender o baixo. Mais do que poesia isto também é alquimia, que nos faz ver melhor o que se passa no coração da gente.

Abraço.

Mésmero disse...

Estamos em uma mudança constante. A cada novo aprendizado, a cada novo sentimento sentido que se impregna à gente, nos metamorfoseamos em um outro.

Nunca somos o mesmo.


Abraço, Jorge!